degrade.png

NOSSOS
​CÓDIGOS

CLASSIFICAÇÃO
POR ESTRELAS

3

O básico bem feito. Dentro do combinado. Prazo, condições de verba e peso do projeto é mais equilibrado e ponderado.

4

Um projeto intermediário, que sai do nível básico e pode até surpreender, mas com sutileza e equilíbrio, pois ainda não é um projeto especial.

5

O PROJETO. Aqui podemos e devemos surpreender, inovar e caprichar nos detalhes. Aqui requer um fino trato, um olhar especial e apurado. 

d1.png

TRILHO

TRILHO DE
TRILHAR/SEGUIR 

O QUE QUER DIZER?

Quando já existe um caminho determinado ou acordado. Pode ser do próprio cliente, atendimento, coordenador ou criativo.

 

COMPORTAMENTO:

Respeitar. Haverão muitos projetos TRILHA (ver próximo slide) para exercitar sua liberdade criativa, aqui, respeitamos o acordo que existe.

d2.png

TRILHA

TRILHA DE TRILHAR/CRUZAR

O QUE QUER DIZER?

Quando NÃO existe um caminho determinado ou acordado com cliente, atendimento, coordenador ou criativo. Aqui, você tem mais liberdade e espaço para trilhar!

 

COMPORTAMENTO:

Seja livre e consciente, use o espaço para propor inovação, criatividade e tenha seu foco nos resultados e ou objetivo do cliente, assim a aprovação acontece com mais facilidade! 

OSCAR.png

TIPO OSCAR FREIRE

EM REFERÊNCIA À FAMOSA RUA DE SÃO PAULO

O QUE QUER DIZER?

Um estilo de comunicação mais sofisticado/clean, de estilo e mais leve, com cara de marcas/grifes renomadas.

 

COMPORTAMENTO:

Volte seu olhar para o universo da comunicação das grifes e ressignifique. Lembre-se: menos é mais! 

d3.png

VARE
JÃO

ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS POPULARES. VENDA À VAREJO.

O QUE QUER DIZER?

Um estilo de comunicação beeeem comercial, onde se usa mais contraste/cores mais fortes e recursos comuns neste universo, como: splashs, descontos, CTAs chamativos e urgentes, etc.

 

COMPORTAMENTO:

Faça a festa! Concentre-se nos argumentos comerciais, inspire-se e bora ser varejãooo!

d1.png

​PÉROLA

O QUE QUER DIZER?

Um tipo de job ou projeto que merece e precisa de uma pausa, de uma pesquisa aprofundada. Um trabalho que no final fica “impecável”, combinando fatores como: criatividade, planejamento e estratégia.

 

COMPORTAMENTO:

Pérolas são uma oportunidade de aprimorar seus talentos e criar algo especial. Quando se deparar com um briefing que pode vir a ser uma pérola, tenha uma postura diferente. Conte com ajuda, valide prazos e mergulhe para encontrar sua pérola.

d3.png

É PRA
PRÊMIO

Um job que faz a diferença no mercado, impacta o cliente e o consumidor. Um trabalho que não necessariamente tem seu foco de resultados concentrado nas métricas comerciais, mas ao buzz que gera, pela surpresa e qualidade.

 

Muitas vezes, esse tipo de trabalho é aquele estilo “cereja do bolo”, por conter um elemento que possa ser chamado assim ou por ter esse cuidado extra no pensar dos detalhes. Geralmente possui uma ativação, um elemento no contexto da campanha que gera essa diferenciação, surpresa, sensação de criatividade e boa amarração.

 

Esse elemento pode vir no texto, na imagem, numa tecnologia utilizada, numa ação, num formato especial quando falamos em mídia impressa. É o tipo de trabalho que, quando apresentado como case, reforça a ideia de uma agência realmente criativa.

d2.png

É PRA
CHORAR

O QUE QUER DIZER?

São projetos ou jobs que exploram, geralmente, a emoção. No vídeo, no impresso, na apresentação… Seja qual for o formato, ele é capaz de ativar a emoção e causar comoção e reflexão sobre a mensagem. 

d1.png

PRESS
TOP

O QUE QUER DIZER?

Uma apresentação preocupada e cujos detalhes foram pensados, mesmo quando parece óbvio. Muitas vezes a apresentação é o momento em que mais valorizamos nosso trabalho. Para além de criar algo “genial”, contar como chegamos a essas ideias.

 

Trazer defesas, explicações de contexto, dados de pesquisa ou processo criativo. O mesmo vale para um projeto mais simples e pontual, quando ele é aportado por uma apresentação cuidadosa, pode se tornar melhor, ser visto como mais especial.

 

Além disso, a aprovação, nestes casos, acontece de maneira muito orgânica. Em muitos casos, quando temos uma apresentação bem construída, a ideia é aprovada antes mesmo do cliente ver as peças finais.

d3.png

TEMOS NO BANCO?

O QUE QUER DIZER?

É um caminho construtivo para quando precisamos de uma solução rápida e bem feita, que atenda as necessidades do cliente.

 

São recursos como: buscar uma referência e segui-la, utilizar recursos pagos e “prontos” como banco de imagens, trilha, vídeos, etc.

 

Geralmente é um recurso para construir soluções bem feitas, porém mais rápidas (pelo prazo ou preço daquele trabalho).

d2.png

DESA
BAFO

O QUE QUER DIZER?

Um código para quando você está mal ou incomodado, ou passou por uma situação desafiadora/ruim com alguém ou com algum projeto. Não necessariamente é maldade, descuido ou má postura. Afinal, todos nós precisamos colocar esse tipo de sentimento para fora. Diga algo como “posso desabafar?”, escolha pessoas em quem você confia e sinta-se seguro para chorar as pitangas sobre qualquer coisa. Tira do peito!

 

Dica: respeite o momento de desabafo dos outros. Viu alguém desabafando? Respeite o momento, a privacidade e o sigilo da informação. :) 

d1.png

TEXTIM RAPIDIM

O QUE QUER DIZER?

Quando o designer (geralmente) ou o atendimento (acontece também!) precisam de uma ajuda rápida com um texto que não necessariamente estava previsto em pauta.

 

Entende-se que é urgente e prático, então não se preocupe muito em fazer algo perfeito, mas sim adequado. Entenda que criar com praticidade, neste caso, é o que significará ajudar.

d3.png

PRA COLOCARDEBAIXO DO
BRAÇO

O QUE QUER DIZER?

Aqueles jobs/projetos que dão um orgulho danado, seja pelo nível criativo, pela qualidade final, pelo resultado ou pela entrega completa. É um job para apresentar com orgulho em qualquer reunião, para qualquer cliente ou potencial cliente.

d2.png

DO YOU
HAVE MONEY?

O QUE QUER DIZER?

Uma perguntinha código para entender o escopo de verba que temos disponível para um projeto. É importante para entender até onde podemos ir na sugestão/proposta. 

d1.png

SAIR
DO
PAPEL

O QUE QUER DIZER?

Significa um exercício de fazer algo que você não costuma fazer ou o que não faz parte do seu escopo/descrição de cargo. É muito de oportunidade e necessidade, mas também tem a ver com capacidade e competência. Exemplos: um redator pode fazer um layout num aplicativo ou utilizar os recursos próprios das plataformas se precisar; um designer pode criar uma frase ou texto para uma peça que está desenvolvendo, etc.  

d3.png

NEM PARECE

O QUE QUER DIZER?

O suprassumo dos elogios na nossa cultura. Quando alguém disser para você, ou sobre uma tarefa/job que você desempenhou um belíssimo “NEM PARECE!”, entenda: você venceu na vida. Batalhe por seus “NEM PARECE!”. 

d2.png

TIPO VANISH

O QUE QUER DIZER?

Quando alguém fala uma coisa e outra pessoa, logo na sequência, fala a mesma coisa, como se fosse uma super novidade. Tipo vanish! 

d1.png

PENSA SOBRE ISSO!

O QUE QUER DIZER?

Quando alguém quer te dar um toque. Imagine que você apresentou um projeto ou peça e ainda não é aquilo ou não está fazendo tanto sentido. Ou ainda: a ideia está legal, mas não está atendendo ao briefing ou objetivo. Cabe refletir mais, mexer mais. Pensa sobre isso! 

d3.png

TO BÃO
NÃO

O QUE QUER DIZER?

Um jeito carinhoso, direto e sincero de dizer: cara, hoje (ou neste período) eu não estou bem. Estou com bloqueio criativo, estou borocochô, estou passando por uma fase difícil ou estou num dia difícil.